Áreas de atuação do enfermeiro forense

Enfermeiros forenses podem tratar vítimas de agressão, investigar cenas de crime ou fornecer cuidados de saúde em uma instituição correcional. Se a ideia se tornar um enfermeiro forense lhe agrada, quem sabe você poderá atuar em algumas áreas onde se faz necessária a presença de um enfermeiro forense:

  1. Enfermeiro forense em enfermagem correcional

O enfermeiro forense que atuar nessa área prestará cuidados de saúde a indivíduos retidos em unidades correcionais, incluindo os que estão na prisão, em instalações para jovens infratores e em outras instituições correcionais.

  1. Especialistas em enfermagem clínica forense

Especialistas em enfermagem clínica forense usam o treinamento avançado (Mestrado ou Doutorado) atuando como professores, pesquisadores, consultores e administradores em diferentes contextos forenses. Podem trabalhar em salas de emergência, programas de exame de agressão sexual (estupro), unidades de tratamento forense psiquiátrico ou equipes de investigação de morte.

  1. Enfermagem gerontológica forense

Especialistas em gerontologia forense  ajudam a investigar casos envolvendo abuso, negligência ou exploração de pessoas idosas e trabalham para aumentar a conscientização sobre questões legais e de direitos dos idosos. Podem atuar no atendimento de idosos em hospitais, casas de repouso e outras instalações dedicadas a cuidar dos idosos.

  1. Enfermeiros forenses investigativos

Avaliam e investigam as circunstâncias que envolvem uma morte inesperada ou violenta. Podem atuar em institutos médico leais ou como  consultores, os investigadores forenses examinam o corpo, estudam a cena, auxiliam nas autópsias e coletam informações sobre a história médica e social da vítima, a fim de determinar a causa exata da morte. Investigadores forenses enfermeiros atuam como enfermeiros-legistas ou investigadores de morte.

  1. Enfermeiros psiquiátricos forenses

São especializados no atendimento a portadores de distúrbios psicológicos, sociais e comportamentais. Avaliam indivíduos com distúrbios psiquiátricos, fornecem cuidados de reabilitação e supervisionam as ações do paciente dentro da comunidade. Além disso, podem examinar e tratar réus criminosos e ajudar colegas que testemunharam agressões ou experimentaram alguma forma de trauma emocional.

  1. Enfermeiros legistas ou investigadores da morte

Enfermeiros legistas ou investigadores da morte aplicam suas habilidades de enfermagem às investigações da cena do crime. Como profissional forense a chegar ao local de uma morte suspeita, um enfermeiro investigador analisa a cena e examina o corpo para aproximar a hora da morte e encontrar pistas que possam explicar a causa.

  1. Enfermeiros forenses examinadores de agressão sexual

Oferecem atendimento compassivo e imediato às vítimas de agressão sexual. Qualificadas através de uma formação especializada em enfermagem forense, avaliam e avaliam as lesões sofridas por uma vítima; localizam, coletam e acondicionam provas forenses relevantes ao crime;  fornecem informações ou encaminhamentos sobre os cuidados continuados da vítima. No tribunal este profissional representam a vítima de agressão, servindo como testemunhas especialistas que oferecem depoimentos baseados em evidências documentadas.

O enfermeiro forense faz a diferença no atendimento às vítimas cujas vozes representam. No entanto a enfermagem forense ainda é uma especialidade nova em nosso país, o reconhecimento deste profissional é fundamental para um atendimento de qualidade e humanizado às vítimas de violência.

Fonte:

https://www.healthcare-administration-degree.net/faq/what-does-a-forensic-nurse-do/

https://onlinenursing.duq.edu/blog/forensic-nursing-emerging-field/

Compartilhe isto: