EU SOU APENAS UM ENFERMEIRO FORENSE

Homenagem da Sociedade Brasileira de Enfermagem Forense a todos os Enfermeiros Forenses Brasileiros que lutam, através de seu trabalho  por uma sociedade mais justa e igualitária.

 

Sugerimos que antes de ler o texto “EU SOU APENAS UM ENFERMEIRO FORENSE” assista o vídeo da palestra no youtube da Dra. Suzanne Gordon intitulada “I Just a Nurse”, tradução para o português do Brasil “Eu sou apenas um Enfermeiro.” Disponível em: https://www.youtube.com/watch?v=oPEbxj_aCFo.

 

EU SOU APENAS UM ENFERMEIRO FORENSE

Por Mônica Chaves (PUC-MG) & Rafael Braga Esteves (EERP-USP)

 

A Enfermagem Forense compõe 1 (uma) entre as 60 especialidades regulamentadas pelo Conselho Federal de Enfermagem. A atuação do Enfermeiro Forense no Brasil é regulamentada pela Resolução COFEN n. 556 do ano de 2017. A Enfermagem Forense pode ser definida como a intersecção da Ciência da Enfermagem e o Conhecimento das Ciências Forenses em situações nas quais a Rede de Saúde e o Sistema de Justiça demandam de assistência multidisciplinar. No Brasil o Enfermeiro Forense possui 8 (oito) grandes áreas de atuação que compreendem um escopo amplo de competências:

 

  • Maus Tratos, Traumas e Outras Formas de Violência nos diversos ciclos da vida;
  • Investigação da Morte;
  • Enfermagem Psiquiátrica Forense;
  • Coleta, Recolha e Preservação de Vestígios;
  • Violência Sexual;
  • Enfermagem Carcerária;
  • Perícia, Assistência Técnica e Consultoria;
  • Desastre em Massa, Missões Humanitárias e Catástrofes;

 

Nós dois, apenas enfermeiros forenses, eu Mônica de Belo Horizonte MG e eu Rafael de Ribeirão Preto SP motivados pela Semana Brasileira da Enfermagem ousamos fazer uma analogia que se baseou no conteúdo de uma palestra da Dra. Suzanne Gordon (autora), título original “I Just a Nurse”, tradução para o português do Brasil “Eu sou apenas um Enfermeiro”.

 

Somos apenas enfermeiros forenses, mas estamos nos diversos cenários da atenção à saúde, acolhemos e prestamos assistência às vítimas de violência nos diversos ciclos vitais;

 

Somos apenas enfermeiros forenses, nós tratamos com dignidade as pessoas durante a vida, e também na morte;

 

Somos apenas enfermeiros forenses, somos capacitados a prestar assistência a pessoas em sofrimento mental mesmo que estejam em conflito com a lei;

 

Somos apenas enfermeiros forenses, mas somos o elo da enfermagem e o sistema de justiça na cadeia de custódia;

 

Somos apenas enfermeiros forenses, os nossos textos são técnico-científicos, registrados em prontuários ou em publicações que podem ser utilizados como fonte nos tribunais de justiça nos crimes contra a vida que serão julgados;

 

Somos apenas enfermeiros forenses, não fazemos juízos de valor e somos capacitados para atuar junto aos privados de liberdade oportunizando uma assistência de Enfermagem humanizada e de qualidade;

 

Somos apenas enfermeiros forenses, mas somos preparados para atuar diante de desastres e catástrofes em massa, fazendo a diferença entre a vida e a morte, atuando juntos as forças de segurança nacional.

 

Este texto é dedicado a todos Enfermeiros Forenses, que assim como nós, acreditam na concretude da Enfermagem Forense no Brasil!

 

Referências

GORDON, Suzanne. I just a Nurse (vídeo youtube). National Association of school Nurses. 2009 NASN Annual Conference. Boston, Massachusetts. Disponível em: https://www.youtube.com/watch?v=oPEbxj_aCFo. Acesso em: 6 de maio de 2021.

 

COFEN. Conselho Federal de Enfermagem. Resolução nº 556/2017, 23 de agosto de 2017. Regulamenta a atividade do Enfermeiro Forense no Brasil, e dá outras providências. Diário Oficial da União, 2017.

 

COFEN. Conselho Federal de Enfermagem. Resolução nº 389, 18 de outubro de 2011. Conselho Federal de Enfermagem: procedimentos de título de pós-graduação lato e stricto sensu concedido a Enfermeiros e lista as Especialidades. Diário Oficial da União, 2011

Compartilhe isto: